Papiro de Lahun: Primeiro registro ginecológico


Os Papiros de Lahun (também chamados de papiro de Kahun), são uma coleção de papiros escritos em linguagem hierática, encontrados no ano de 1889 no povoado de Lahun, Egito pelo grande agiptólogo Flinders Petrie.

Com datação do ano de 1800 a.C, durante o final da dinastia XII do Império Médio. Reproduzem outros inscritos mais antigos e incluem entre outras coisas, um tratado de matemática e outro de obstetrícia e ginecologia, que revelam conhecimentos médicos cuja origem pode remontar até o ano de 3000 a.C.

Os fragmentos foram restaurados e traduzidos por F. L. Griffith, mesmo que alguns tenham sido impossíveis de decifrar, por seu mal estado de conservação, não há dúvidas que seis dos fragmentos contenham problemas matemáticos:

  • Cálculos da divisão por dois por cada número ímpar de 3 a 21.
  • Possível cálculo do volume de um recipiente cilíndrico de cereais
  • Resolução da equação 1/2x – 1/4x = 5
  • A raíz quadrada aparece representada pela primeira vez.

Também dão conta de uma série de observações médicas e remédios que eram utilizados no Antigo Egito para tratar problemas de ginecologia e obstetrícia, como o tratamento das enfermidades da vagina e do útero, assim como métodos para o diagnóstico da gravidez e a determinação do sexo do bebê. Tem também a receita para um contraceptivo: um supositório vaginal preparado com fezes de crocodilo, mel e carbonato de sódio. Esse é o primeiro documento escrito sobre a influência da música sobre o corpo humano também.

Os papiros atestam também a presença de veterinários no Egito, descrevem enfermidades do gado e seu tratamento, assim como enfermidades de animais domésticos como cachorros e gatos. Descrevem sobre ritos mágicos, os tratamentos preventivos e curativos de enfermidades dos animais incluíam banhos frios, ficções, cauterizações, sangrias, castração, redução de fraturas, etc.

Fragmentos do Papiro de Lahun - considerado o primeiro documento sobre ginecologia - Pesquisador Urandir

Deixe seu comentario

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>