Mini Expedição Paraguai – Argentina


Folder de divulgação - Pesquisador Urandir

A Equipe Zigurats Brasil e o Projeto Portal se preparam para sua primeira mini expedição. Liderados por Urandir Fernandes de Oliveira, os pesquisadores visitarão as ruínas jesuíticas de Jesús de Tavarangue, Santíssima Trinidad del Paraná, San Cosme e San Ignacio Mini.

jesuitas - Pesquisador UrandirSituadas nas fronteiras do Paraguai, Argentina e Brasil, essas ruínas fazem parte de um complexo de construções atribuídas aos jesuítas, embora haja evidências arqueológicas de que os jesuítas “apenas” ocuparam e construíram em cima de construções pré-existentes, ou seja, essas construções possivelmente sejam na verdade, muito mais antigas do que se imagina, provenientes de antiquíssimas civilizações muito mais avançadas em conhecimento e tecnologia que a nossa.

A Companhia de Jesus, cujos membros são conhecidos como jesuítas, é uma ordem religiosa fundada em 1534 por um grupo de estudantes da Universidade de Paris, liderados pelo basco Íñigo López de Loyola, conhecido posteriormente como Inácio de Loyola. A Congregação foi reconhecida por bula papal em 1540. É hoje conhecida principalmente por seu trabalho missionário e educacional.

A Companhia logo se espalhou muito. Em Portugal D. João III pediu missionários e lhe foram enviados Simão Rodrigues, que fundou a província, e S. Francisco Xavier, que foi enviado ao Oriente. Na França tiveram a proteção do Cardeal de Guise. Na Alemanha os primeiros foram Pedro Faber e Pedro Canísio e outros, que foram apoiados pela casa da Baviera, logo dirigiram colégios, ensinaram em universidades e fundaram congregações.4 A causa das perseguições contra a Companhia costuma ser sua íntima união com a Santa Sé, a universalidade do apostolado e a firmeza de princípios.4 Os jesuítas alcançaram grande influência na sociedade nos períodos iniciais da Idade Moderna (séculos XVI e XVII), frequentemente eram educadores e confessores dos reis dessa altura – D. Sebastião de Portugal, por exemplo.

A Companhia de Jesus teve atuação de destaque na Reforma Católica, em parte devido à sua estrutura relativamente livre (sem os requerimentos da vida na comunidade nem do ofício sagrado), o que lhes permitiu uma certa flexibilidade de ação. Em algumas cidades alemãs os jesuítas tiveram relevante papel. Algumas cidades, como Munique e Bona, por exemplo, que inicialmente tiveram simpatia por Lutero, ao final permaneceram como bastiões católicos – em grande parte, graças ao empenho e vigor apostólico de padres jesuítas.

Desde 1549 chegara ao Brasil (Bahia) o primeiro grupo de seis missionários liderados por Manuel da Nóbrega, trazidos pelo governador-geral Tomé de Sousa.

Certamente a maior obra jesuítica em terras brasileira consistiu na fundação de São Paulo de Piratininga em torno do seu famoso colégio, ponto de origem da expansão territorial e da colonização do interior do país.

As missões jesuítas na América Latina foram controversas na Europa, especialmente na Espanha e em Portugal, onde eram vistas como interferência na ação dos reinos governantes. Os jesuítas opuseram-se várias vezes à escravidão indígena. Eles fundaram uma série de aldeamentos missionários – chamados missões ou misiones no sul do Brasil, ou ainda reducciones, no Paraguai – organizados de acordo com o ideal católico, que, mais tarde, acabaram sendo destruídos por espanhóis, e principalmente por portugueses, à cata de escravos.

Não percam todas as informações e evidências que serão pesquisadas e divulgadas pela equipe! Abaixo assista ao vídeo preliminar da primeira mini-expedição Paraguai-Argentina do Projeto Portal.


Deixe seu comentario

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>