San Cosme e San Damian


Relevos da Missão Jesuitica de San Cosme e san damian - Paraguay- Arquivo Portal Pesquisa - urandir 2015A Missão Jesuítica guarani de San Cosme e San Damián, no Paraguai é uma missão dedicada ao estudo da Astronomia.
Nessa Missão está localizado o Centro de Interpretação Astronômica Buenaventura Suárez, dedicado a divulgação da astronomia construída pelos indígenas guaranis que viviam na região.
A missão foi fundada em 1632. Em San Cosme e San Damián, o padre jesuíta Buenaventura.
Suárez observou o céu, estudando em especial a ocorrência de eclipses solares e lunares, tendo escrito entre os anos de 1720 e 1743 um livro de cerca de 200 páginas, denominado Lunário de um Século, onde apresenta as fases da lua e a ocorrência de eclipses lunares e solares ao longo de 101 anos, de 1740 a 1840. Também estudou a astronomia dos guaranis.
O Centro de Interpretação Astronômica conta com planetário, observatório astronômico, sala de pesquisadores, sala de leitura, biblioteca e estação meteorológica.
San Cosme e San Damián conta ainda com ruínas restauradas da época da missão jesuítica, com igreja, conjunto do colégio, casa dos indígenas e praça.
O Céu GuaraniOs guaranis estudavam os eclipses do sol e da lua - Missão Jesuitica de San Cosme e san damian - Paraguay- Arquivo Portal Pesquisa - urandir 2015
Como todas as culturas, os guaranis também projetavam seu ambiente no céu e tratavam assim, por explicar  as estrelas e os fenômenos celestes. Concebiam a terra como uma ilha que flutuava num oceano plano infinito. Alguns astros e fenômenos astronômicos em guarani:
  • Arandu: O que compreende a mensagem dos astros.
  • Kuarajhy: O Sol, foco de luz, origem do mundo, o Deus com seu culto e mitos derivados.
  • Derivações de Cu: o ARA= dia, luz, mundo e JHY de SY mãe, origem, fonte de onde emana algo, morada de Tupá, deus supremo dos guaranis.
  • Mbiya Coe: Se trata do planeta Vênus, quando aparece pela manhã.
  • Ñanderutenonde; Ñanderuvusu: É o criador de tudo o que existe, é invisível, puro espírito e se manifesta por meio dos fenômenos naturais: a chuva, o raio, o fogo, etc.

As Estações

Sabiam que depois de 12 luas cheias voltava o mesmo clima, não tinham noção do ano, porém sabiam que ao aparecer Eichu (Plêiades) no horizonte um pouco antes do sol, marcava o regresso do ciclo agrícola e o festeja até hoje com a festa do Arete Guazu.

Via Láctea

Os Jesuitas acreditavam que el Tape Kue - a via lactea - era o velho caminho onde viram visitantes do espaço - Missão Jesuitica de San Cosme e san damian - Paraguay- Arquivo Portal Pesquisa - urandir 2015Para alguns se trata do Mborevi Rape (caminho do Tapir), animal noturno que sempre trilha o mesmo caminho entre seu abrigo e um ponto onde possa encontrar água e comida. As folhas secas pisadas dia-a-dia pelo tapir brilhando a luz da lua, nossos ancestrais projetavam esse caminho na via láctea.

Para outros era o Tape Kue (velho caminho) por onde vieram seus avós do espaço, por onde um dia todos regressaremos. Para nos indicar o caminho, nossos ancestrais deixaram duas fogueiras (nuvem maior de Magalhães e nuvem menor de Magalhães).

Eclipse do Sol e da Lua

No céu vivia um mítico animal, o Jagua Jhovy (tigre azul) em certas oportunidades se tragava a lua ou o sol, e ao ver esse fenômeno gritavam Jagua Jhou Yasy (o tigre comeu a lua) ou Jagua Jhou Kuarajhy (o tigre comeu o sol) e lançavam ao céu flechas e pedras para que o Jagua Jhovy assustado cuspisse a lua ou o sol e assim voltava a luz.

  • Plêiades e as Sete Cabras

Para os guaranis da região oriental se trata de Eichu, um enxame de abelhas existentes na terra. E para os guaranis da região ocidental, se trata de Oñembyatyva, os que se reúnem, como esse grupo de estrelas aparecem pouco antes do sol nos primeiros dias de junho e como é uma época de frio, viam essas estrelas como uma família guarani abraçados e aquecendo o frio no céu.

  • Alfa e Beta Centauro

Como as viam sempre juntas, as chamaram de Mendare Joacjhu, o amor de um casal em lua de mel.

  • Cruzeiro do Sul

O Ñandu Pysa, a marca deixada por uma ema.

 

  • Chuva de Meteoros

Fenômeno celeste de mau agouro, anunciava a morte de um grande chefe, ou Mburuvicha, uma guerra, enfermidades, etc.

Deixe seu comentario

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>